81

Museu Nacional do Azulejo - Convento da Madre de Deus

vários autores

Séc. XVI, XVIII, XIX e XX

Museu Nacional do Azulejo

Visitas Livres

Visita ao espaço sem acompanhamento, dentro do horário estipulado.

As visitas livres dão acesso apenas à exposição temporária e Convento da Madre de Deus

Visitas Acompanhadas

Visita ao espaço orientada pela equipa de voluntários Open House.

Visitas Comentadas

Visita ao espaço comentada pelo autor do projecto de arquitectura ou por um especialista convidado.

Alexandre Pais

Visitas de Acessibilidade

Visitas com uma mediação adequada para um dos seguintes públicos: pessoas cegas e com baixa visão, pessoas surdas ou pessoas com deficiência intelectual.

Visita para pessoas cegas e com baixa visão, máx 5 pessoas

Open House Júnior

À procura nos Azulejos →

Máximo 30 pessoas por visita

Visitas sem marcação; por ordem de chegada

Acesso total a pessoas com mobilidade reduzida

Permitido fotografar

Descrição

A história do Azulejo em Portugal desde finais do século XV até aos nossos dias, vive no antigo Convento da Madre Deus, fundado em 1509 pela rainha D. Leonor. O convento foi sempre alvo da melhor atenção da Casa Real, tendo sido intervencionado ao longo dos séculos. A igreja, de 1550, tornou-se, após as intervenções do séc. XVII e XVIII, num dos mais notáveis exemplares do gosto decorativo do barroco em Portugal.

www.museudoazulejo.pt/

Localização

Rua da Madre de Deus, 4

Direções: Google Maps / Apple Maps

Transportes Públicos

Autocarro: 718, 728, 742, 759, 794

Metro: Santa Apolónia (Linha Azul)